Roubos e furtos: veja o que os ladrões não gostam nos carros

Publicado em: 20/08/2014

Roubos e furtos: veja o que os ladrões não gostam nos carros

Todo mundo sabe que manter o veículo longe dos ladrões está cada vez mais difícil nos dias de hoje. Só no primeiro semestre deste ano, houve um aumento de 23% em roubos e furtos de automóveis quando comparado com o mesmo período de 2013.

No entanto, especialistas revelam como são os carros menos visados, que possuem características que os tornam as últimas opções dos criminosos. Veja a seguir, alguns dos motivos que levam os ladrões a não “escolherem” determinado veículo ou que podem fazê-los ter um critério de desempate na hora que decidem qual roubar:

Cores

Os carros com cores chamativas podem ser evitados pelos ladrões, pois têm maior facilidade de localização e a menor procura no chamado “mercado negro”, já que possuem dificuldade de revenda e pelas peças coloridas serem menos buscadas para reposição.

Importados

Os carros importados (e aqueles muito caros), naturalmente chamam muito a atenção das pessoas. No entanto, são desvalorizados pelos ladrões porque são o tipo de carro que todo mundo olha, além de possuírem sistemas de segurança avançados, que podem dificultar o roubo.

Menos populares e básicos

Os modelos menos comuns acabam sendo também menos roubados que os populares, pois estão em menor quantidade. Os ladrões costumam pegar os carros que tenham comércio mais rotativo. Além disso, os carros básicos também são menos visados, pois têm menos valor de revenda do que os mais equipados e, ao serem desmontados, terão peças mais baratas e menos acessórios do que os carros mais sofisticados.

Acessórios

Os carros com acessórios externos têm sido preferidos por ladrões, como os estribos e os estepes, peças que são muito roubadas por terem alta demanda no mercado paralelo. Se o ladrão estiver na dúvida entre dois carros parecidos, o item à mostra pode servir como critério de desempate.

Rodas

Muitos roubos são motivados pelas rodas. Dessa forma, os carros com rodas mais básicas acabam sendo mais ignorados pelos ladrões do que os carros com rodas de liga leve, por exemplo. E ainda, se o objetivo for roubar um certo modelo de veículo e o ladrão encontrar dois carros do mesmo modelo, ele irá preferir aquele que tiver as rodas em melhores condições.

Picapes e SUVs movidos à gasolina

Picapes e SUVs modelos movidos a gasolina são muito menos visados do que os movidos a diesel, pois tem mais necessidade de reparos e a demanda por peças é mais alta.

Som de fábrica

Os rádios são um atrativo para os ladrões e muitas vezes são o objetivo principal do furto ou roubo. No entanto, aparelhos de som de fábrica são menos vantajosos para os ladrões porque só servem para aquele modelo de carro. Além disso, os carros com rádios mais básicos (sem DVD, GPS, etc) são menos visados.

Insulfilm

No caso de um roubo, o insulfilm no veículo pode evitar a aproximação do ladrão, já que a película o impede de ver com clareza quem está dentro do carro. Já no caso do furto, o insulfilm pode dificultar a visualização de objetos deixados no interior do veículo, que também chamam a atenção do criminoso.

Você pode comprar um carro e deixá-lo com essas características, podendo prevenir possíveis roubos e furtos. Faça uma simulação com o valor do carro que deseja e conheça os planos disponíveis do consórcio!


Veja mais notícias