Pedestres têm preferência no trânsito

Publicado em: 10/05/2013

 

O respeito no trânsito é fundamental para um bom tráfego e organização, além de evitar acidentes. De acordo com levantamento feito pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), a cidade de São Paulo (SP) registrou uma média de uma morte de pedestre por dia em janeiro e fevereiro deste ano. Os motociclistas são os segundos com maior número de óbitos no trânsito, com 43 ocorrências no primeiro bimestre de 2013. Mesmo assim, o número de casos é menor do que o do mesmo período de 2012, que tinha 97 pessoas falecidas nos dois primeiros meses.

O número de mortes está menor graças ao Programa de Proteção ao Pedestre, que completa dois anos no dia 11 de maio. A iniciativa intensificou a fiscalização em situações como invasão de faixas de pedestre ou ultrapassagem no sinal vermelho. A partir de segunda-feira (13) a inspeção às infrações será redobrada. De acordo com a CET, 1.854 marronzinhos passarão a se dedicar exclusivamente à observação do respeito no trânsito.

De acordo com o artigo 29 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a ordem da preferência no trânsito é a seguinte: pedestre, bicicleta, moto, carro, ônibus, caminhão. Como os pedestres são os mais vulneráveis, é importante estar atento a alguns detalhes:

  • Onde não há semáforo para o pedestre, mas há para os veículos, o pedestre tem que esperar o sinal fechar;
  • A preferência é sempre do pedestre onde não há semáforo para pedestre e ele quer atravessar na via transversal;
  • Onde há faixa mas não há semáforo, o motorista tem que dar sempre a preferência aos pedestres;
  • Onde não há faixa o pedestre deve atravessar em um lugar seguro. O motorista deve dar preferência;
  • A preferência sempre é do pedestre, mesmo se ele atravessar com o sinal aberto. Nas vias sem semáforos é importante que o pedestre erga o braço à frente do corpo, indicando que está prestes a ir para o outro lado da calçada.

Também é importante ressaltar que os pedestres precisam estar atentos no trânsito enquanto atravessam. Segundo a CET, uma pesquisa revela que 83,3% dos pedestres usam a faixa destinada a eles, mas um em cada quatro está distraído com o celular. 


Veja mais notícias